Tilápia já é o peixe mais cultivado no Brasil


Da Redação PESCA ESPORTIVA
18/04/2017

Entre 2005 e 2015, a produção do peixe mais cultivado no Brasil, a tilápia (Oreochromis niloticus), deu um salto de 80%, além de modernizar e intensificar a forma de criação, em tanques-rede, reservatórios e viveiros escavados. Os dados foram observados divulgados pela Embrapa Pesca e Aquicultura do Tocantins. Foram analisados sete grandes polos de produção da espécie: Orós e Castanhão, no Ceará; submédio e baixo São Francisco, na divisa dos estados da Bahia, Pernambuco e Alagoas; Ilha Solteira, na divisa de São Paulo com Mato Grosso do Sul, regiões norte e oeste do Paraná; e baixo Vale do Itajaí, em Santa Catarina.

Segundoa  Embrapa, uma conjuntura de fatores favorece o cultivo da tilápia no país: clima favorável; rusticidade da espécie, que aceita diferentes sistemas de produção; alta demanda de seus produtos; bom resultado em cultivos intensivos.

A regulamentação do uso das águas públicas para cultivos intensivos de peixes em tanques-rede impulsionou o cultivo da tilápia nos últimos anos, sendo a espécie responsável por 90% das solicitações de áreas aquícolas no país. “A concessão do uso de águas de lagos e reservatórios de hidrelétricas permitiu que piscicultores iniciassem a produção sem precisar ter a posse dessas águas, acelerando o crescimento dessa indústria no país”, comenta a médica-veterinária Renata Melon Barroso, da Embrapa Pesca e Aquicultura (TO).

A especialista também chama a atenção para a modernização da produção e do profissionalismo dos produtores em muitos polos, o que contribuiu para um incremento substancial na produtividade. “O uso de equipamentos associados a práticas de manejo com controle dos parâmetros de cultivo, permitiram o adensamento da produção também nos viveiros escavados, aumentando a produtividade que, em polos que se baseiam no uso de viveiros de terra, como o Paraná e Santa Catarina, saltou de 30 para 50 toneladas por hectare”, conta a médica-veterinária.

Ótima aceitação

O segredo do sucesso da tilápia no Brasil está no crescente aumento da aceitação da espécie no mercado consumidor, segundo analisa Renata Barroso. O trabalho da Embrapa Tocantins detectou que, diferentemente de outros peixes identificados apenas regionalmente, a tilápia é conhecida e aceita em todo o país e suas vantagens têm provocado o aumento de sua participação no mercado. Além disso, entre as espécies cultivadas, essa é a mais comercializada em todo o mundo. Por esse motivo, a especialista acredita que o aumento da produção no Brasil pode levar o país a ser um grande exportador de tilápia no futuro próximo.

“A produção em cativeiro permite uniformidade do tamanho. Essa padronização é muito apreciada pelo varejo”, comenta a especialista. Outra vantagem que a espécie apresenta em relação aos demais peixes oriundos da pesca é a continuidade no fornecimento. A atividade pesqueira possui entressafra ou períodos de defeso em que os animais não são capturados. Enquanto isso, os peixes cultivados, como a tilápia, possibilitam o fornecimento constante o ano inteiro.

De grandes a pequenos produtores

A pesquisadora da Embrapa acredita que a grande aceitação no mercado nacional faz da tilapicultura um excelente negócio para as regiões em que seu cultivo é permitido. Somado ao mercado aquecido, a atividade possui outro ponto forte: pode ser lucrativa tanto para grandes como para pequenos produtores. “Encontramos grandes empresas altamente tecnificadas que produzem em larga escala e também pequenas propriedades em que a tilápia garante renda aos produtores”, afirma Renata Barroso.

Pode-se dizer que a tilápia é altamente democrática. A médica-veterinária detalha que o uso de tecnologia aumenta a produtividade, mas a espécie não necessita de grandes aparatos e mesmo em sistemas muito simples pode se desenvolver até o tamanho comercial (entre 600 gr e 1 kg) e garantir o retorno aos pequenos piscicultores.

 

 

As informações são da revista Encontro

Foto: Arquivo/Bíblia do Pescador

Compartilhe:

Agenda

Próximos Eventos


@revistapescaesportiva

Twitter

Assine a Revista Pesca Esportiva com 7% de desconto e frete grátis.