Tabarana


Nome científico: Salminus hilarii

Família: Characidae

Outros nomes comuns: Tubarana, dourado-branco.

Onde vive: Bacias amazônica e dos rios Tocantins-Araguaia, Paraná e São Francisco.

Tamanho: Pode alcançar mais de 50 cm e 2 kg. O recorde homologado pela IGFA é de um exemplar capturado em 2 004 na Colômbia, com 2,04 kg.

O que come: Preferencialmente peixes.

Quando e onde pescar
Durante o dia, em locais de águas limpas e com corredeira.

Status de conservação
Praticamente desapareceu dos locais que sofrem com os barramentos hidroelétricos e a destruição da mata ciliar.

 

fonte: Bíblia do pescador 2010

Dicas de Pesca

Extremamente arisca, a tabarana deve ser pescada evitando-se ao máximo a provocação de barulho e estardalhaço. Use linha tão fina quanto possível e procure dar arremessos longos. Iscas artificiais com brilho, como colheres e plugs com tons metálicos, são bastante eficazes, principalmente em rios com água limpa. Se as ações cessarem após algumas capturas, dê um bom “descanso” ao ponto, e só então retome a pesca no local.

Jum Tabata
05/01/2015
Compartilhe:

Agenda

Próximos Eventos


@revistapescaesportiva

Twitter

Assine a Revista Pesca Esportiva com 7% de desconto e frete grátis.