Mais de 700 mil peixes serão soltos em Paranapanema, SP


Da Redação PESCA ESPORTIVA
16/03/2017

 

Começa no dia 20 e segue até o dia 31 de março, a soltura de 735 mil peixes no Paranapanema, em São Paulo. São pacus, curimbatás, piaparas, piaus e lambaris, espécies nativas e importantes para a cultura da pesca local.

Promovidas pela CTG Brasil, concessionária de oito hidrelétricas ao longo do rio, as ações ocorrem nos reservatórios de: Jurumirim – que recebe 80 mil peixes em Itatinga, no dia 27 –, Salto Grande, Canoas I, Canoas II, Capivara, Taquaruçu e Rosana.

“A represa de Chavantes já foi contemplada no ciclo reprodutivo 2016-2017 com 278 mil novos peixes, por isso não integra esse calendário de março”, explica o coordenador do programa de manejo pesqueiro da companhia, biólogo Norberto Vianna. “Mas voltará a participar do próximo ciclo”, ressalta.

Divididos em lotes, os 735 mil peixes serão distribuídos em pontos estrategicamente selecionados por oferecerem boas condições de abrigo e alimentação às espécies, em 10 municípios paulistas e paranaenses. “Uma vez adaptados, os peixes se dispersarão pela Bacia do Paranapanema”, expõe Vianna.

A companhia irá soltar, ao longo de 2017, o total de 1,5 milhão de peixes nos reservatórios do Paranapanema, dando sequência ao programa realizado pela concessionária antecessora. Estudantes e autoridades municipais são convidados a participar das atividades, abertas também à comunidade em geral.

“O repovoamento de peixes no Paranapanema contribui para a preservação da biodiversidade e favorece o desenvolvimento regional através do turismo da pesca. Por isso, é tão importante o engajamento das comunidades”, comenta o coordenador do programa.

 

 

Foto: Divulgação

Compartilhe:

Agenda

Próximos Eventos


@revistapescaesportiva

Twitter

Assine a Revista Pesca Esportiva com 7% de desconto e frete grátis.