Iscas naturais: 9 dicas para o Pantanal | Revista Pesca Esportiva

Iscas naturais: 9 dicas para o Pantanal


Giuliano Andretta
06/09/2016

Você pode até ser um fanático por iscas artificiais, mas deve saber: há situações em que as naturais são insubstituíveis

 

Muitos de nós, ao ouvirmos falar em Pantanal, logo nos lembramos de dourados saltando com tuviras deslizando pela linha, de pacus atacando frutinhas na pesca de batida, ou de grandes surubins sendo capturados com filés de peixe. A variedade de iscas naturais e a vasta gama de espécies esportivas presentes no bioma ampliam nossas possibilidades, implicando também num grande número de macetes que grande parte dos iniciantes em Pantanal ainda não conhecem.

  1. Empate com dois anzóis

Para quê: aumentar as chances de fisgada quando se usam grandes iscas vivas.

> Prepare dois anzóis em empates de aço, com tamanhos diferentes;

> Prenda-os no mesmo girador;

> Amarre o girador à linha principal;

> Isque o anzol mais curto próximo à cabeça da isca, e o outro junto à cauda.

  1. Anteparo para evitar o deslocamento da isca pela linha

Para quê: minimizar o rompimento da linha por mordidas de piranhas ou outros com dentição afiada.

> Corte um arame de aço de aproximadamente 5 cm;

> Entorte o arame formando uma pequena argola, sem aparar as extremidades;

> Passe-a por dentro de uma das pontas do girador. A idéia é criar uma saliência que impeça a isca de ultrapassar o empate.

  1. Canhão de ceva

Para quê: atrair e concentrar peixes como piaus e pacus.

> Utilize um cano de PVC de 100 mm de diâmetro e aproximadamente 50 cm de comprimento;

> Faça pequenos orifícios de 3 cm em seu contorno;

> Encha o canhão com a ceva desejada. Milho azedo, quirela e ração são os engodos mais comuns;

> Use um peso compatível com a força d’água, e amarre o tubo num cabo fino e resistente;

> A correnteza faz a ceva ser liberada aos poucos, atraindo os peixes.

  1. Amortecedor de choque para chumbada

Para quê: evitar machucados à linha, causados por batidas entre a chumbada e o nó do empate de aço.

> O anteparo pode ser um pequeno batente de borracha ou uma miçanga;

> O amortecedor de borracha fica posicionado pela própria pressão sobre a linha;

> Já a posição da miçanga pode ser limitada por um nó único, feito por uma linha auxiliar que desliza sobre a principal;

> Ambos também podem ser usados para alterar ou limitar a distância entre a isca e o chumbo.

  1. Empate de aço com snap

Para quê: troca rápida de anzóis ou iscas artificiais na presença de peixes “dentuços”, do dourado ao pacu.

> A presilha deve ser colocada na ponta do empate, similarmente ao que é feito com o uso de iscas artificiais;

> Usando anzóis com olho, podemos escolher o modelo ideal para o peixe escolhido;

  1. Bandeja com serragem

Para quê: facilitar o manuseio de iscas escorregadias como tuvira ou mussum.

> No momento de colocá-las no anzol, cubra-as com um pouco de serragem, e elas não escorregarão entre seus dedos.

  1. Afiador de anzóis

Para quê: garantir a penetração do anzol na boca óssea de alguns peixes.

> Há afiadores específicos para anzóis, na sua falta use limas metálicas finas;

> Lembre-se que enroscos e pedras desgastam a ponta do anzol, repita a operação de tempos em tempos.

  1. Boia para o cabo de âncora

Para quê: permitir rápida liberação do barco caso um peixe grande seja fisgado.

> Pode ser feita com galões de 10 a 30 litros;

> Ancore e amarre um primeiro segmento de cabo à bóia. Uma segunda porção deve ser amarrada entre a bóia e a embarcação, com um nó de fácil liberação (por exemplo, láis de guia);

> Além de evitar a perda da âncora, a bóia “guarda” a posição de fundeio e possibilita rápido reposicionamento.

  1. Chumbo de pressão

Para quê: evitar que a isca fique em meia água, com a linha deslizando pelo orifício da chumbada.

> Se a isca ficar suspensa e os peixes estiverem caçando junto ao fundo, a produtividade será comprometida;

> O chumbo de pressão deve ser preso ao empate do anzol e não à linha, para não enfraquecê-la;

 

Foto: Giuliano Andretta

Compartilhe:

Agenda

Próximos Eventos


@revistapescaesportiva

Twitter


Assine a Revista Pesca Esportiva com 7% de desconto e frete grátis.