Dublê de tucunaré-azul


Da Redação PESCA ESPORTIVA
12/06/2017

O “Bem na foto” do mês de junho é do pescador Lucas Bosso. Confira o relato!

 

“Dublê de Tucunaré Azul capturado no Rio Paraná em Rubinéia (SP). Com a forte seca de 2014 a vegetação subaquática presente nas margens da Represa de Ilha Solteira secou, dando lugar a muitos arbustos repletos de espinhos. Após a elevação no nível da água, o habitat do peixe mudou e, por consequência, seus hábitos também. Já havia pescado na mesma região e na mesma época nos anos de 2012 e 2013, onde o tucunaré era muito ativo, porém, capturávamos exemplares de no máximo 30 cm. Mas desta vez foi diferente, os peixes não se importavam com os sticks e zaras de 7 cm, mas vinham xeretar iscas com mais de 11 cm. Na maior parte das vezes, o peixe não atacava para comer, e sim para defender seus filhotes, pois estavam em casal. Sim, em pleno mês de abril eles estavam em casal! Por isso a isca que mais fez efeito foi o humilde lambari. Quando víamos o peixe, lançávamos o lambari em cima e o “bocudo” não resistia e abocanhava. Meus companheiros pegaram Tucunarés com mais de 60 cm, eu não tive a mesma sorte! Além de grandes “Azulões”, também capturamos belos Tucunarés Amarelos, aumentando ainda mais nossa ansiedade para saber o que estava no fim da linha após uma boa briga. Concluí a pescaria muito contente, uma vez que puder ver exemplares que só vejo por fotos capturados no Tocantins e em Goiás.”

 

 

 

Fotos: Arquivo Pessoal/Lucas Bosso

Compartilhe:

Agenda

Próximos Eventos


@revistapescaesportiva

Twitter

Assine a Revista Pesca Esportiva com 7% de desconto e frete grátis.