Camping com pescaria


Da Redação PESCA ESPORTIVA
25/07/2017

Se para você acampar é sinônimo de desconforto e sofrimento, saiba que é possível fazê-lo com o conforto e a segurança de um hotel. Não faltam no mercado produtos e serviços para transformar seus dias de descanso num passeio agradável para toda a família, inclusive com boas fisgadas.

Mas por que acampar?

Essa é uma forma mais completa de integrar-se com a natureza. Podemos sentir melhor o cheiro das flores, os sons da natureza e o clima de solidariedade entre os campistas; é muito comum voltar de um acampamento com novos amigos. Se ainda não se convenceu, posso garantir que o fator economia também leva milhares de pessoas a preferirem um camping a uma pousada. Os valores gastos com um acampamento são bem inferiores aos cobrados por uma hospedaria. Outro motivo é a falta de infraestrutura, que faz com que em muitos lugares acampar seja a única opção.

Planejamento

De início, é preciso definir se seu intuito é um acampamento mais rústico, como aqueles feitos em meio à floresta, ou um final de semana mais tranquilo com as crianças em um camping. Se você nunca se aventurou com barracas, lampiões e fogareiros, o camping é um ótimo início. Busque o máximo de informações possíveis sobre o local, como, por exemplo, se há pontos de energia elétrica, banheiro, água potável, restaurantes (caso não queira cozinhar), sinal de celular, telefone público e etc. Não se esqueça de checar a previsão do tempo e, se necessário, o mapa do local.

Já em acampamentos selvagens, outros cuidados devem ser tomados, como providenciar banheiro e cozinha. Nos parques estaduais (confira nossa lista no box) geralmente é permitido acampar, bastando apenas verificar antecipadamente se é necessária uma licença prévia para fazer a atividade e pescar. Sempre avise alguém da família ou um amigo próximo sobre o local para onde está indo e o dia em que pretende voltar.

Check-list

É imprescindível fazer uma lista com todos os itens que se pretende levar, mas isso depende de qual será seu meio de transporte. Se for necessário carregar o material a pé até o local do acampamento, somente o necessário deve ser transportado, para não comprometer seu físico na caminhada. Mas se for possível chegar ao destino de carro, o conforto está garantido.

Veja o que não pode faltar na sua lista:

Barraca

Tenda

Mesa

Caixa térmica

Fogareiro

Churrasqueira

Isqueiro ou fósforo

Saco de lixo

Lâmpadas e fios

Lampião, lanternas e pilha (prefira lampiões a pilha, que são mais seguros)

Canivetes e facas

Saco de dormir

Colchão inflável mais bomba para encher

Cadeiras de praia

Cabos de náilon

Protetor solar

Repelente

Caixa de primeiros socorros

Alimentação 

Em quase todos os campings é possível contar com restaurantes ou lanchonetes que fornecem desde o pãozinho do café-da-manhã até a pizza do jantar, além de itens muitas vezes “esquecidos” pelos campistas como carvão, pilhas, gelo, sal, pão, baralho e outros. Mas se sua opção for por mostrar seus dotes culinários aos familiares e amigos, faça um check-list próprio para os itens de cozinha. Defina a receita e os todos os ingredientes necessários e, sempre que possível, dê preferência por alimentos leves e de fácil digestão, para não comprometer suas atividades durante o dia. Não abuse de enlatados e embutidos, que, apesar de serem práticos, são de difícil digestão. Frutas, verduras e legumes são ótimas opções. Se o seu e os demais paladares permitirem, troque a carne vermelha por carne de soja, que, além de ser mais saudável, não precisa ser guardada sob refrigeração.

Dicas: se possível, leve uma barraca reserva para utilizá-la como dispensa. Nela você poderá guardar os alimentos e os itens de cozinha para que não fiquem dentro de sua barraca principal. Evite levar garrafas de vidro, mesmo que descartáveis. Também evite churrasqueiras elétricas, torradeiras e outros itens que possam sobrecarregar o sistema elétrico do local. E utilize apenas detergentes biodegradáveis.

Escolhendo o local 

Procure por locais altos, planos, limpos, arejados, sem pedras ou galhos e de preferência afastados de rios e praias, para evitar alagamentos. Nos campings há a opção de pontos de luz e tomadas; verifique a distância até estas e o tamanho de sua extensão elétrica (lembre-se de verificar a voltagem). Se for fazer uma fogueira, tenha muito cuidado para não causar nenhum incêndio, principalmente em épocas mais secas do ano. Limpe bem o local, coloque pedras em volta da fogueira e nunca deixe o local com a fogueira em atividade. Utilize apenas gravetos e folhas do chão e para apagar, e cubra tudo com terra ou areia. Não se esqueça de que temos que respeitar o meio ambiente sempre. Não recolha mudas e flores, não derrube árvores (mesmo que pequenas), não jogue lixo e, sempre que possível, recolha o lixo já existente. Nos campings existem tambores de lixo em vários pontos, localize o mais próximo da sua barraca. E nunca deixe alimentos ao redor da barraca, isso pode atrair animais e insetos.

Dica: despeje as cinzas de sua fogueira ao redor da barraca, isso afastará insetos como formigas, aranhas e outros.

Montando o acampamento

Após escolher o local, faça um “pente fino” e retire pedras, sementes, galhos e outros materiais que possam furar a barraca. Estenda-a no chão, encaixe os gomos da armação e passe pelos locais apropriados, seguindo atentamente as instruções de montagem. Durante a noite, coloque a tenda sobre a barraca para evitar umidade e possíveis chuvas. Durante o dia, avance com a mesma para obter uma área útil e coberta. Fixe as estacas em um ângulo de 45 graus. Se o local for de areia, opte por estacas maiores, com 30 centímetros ou mais. Prefira sacos de dormir a lençóis e cobertores, os sleeping bags retêm melhor o calor do corpo e são mais fáceis de limpar.

A “política da boa vizinhança” é prática comum nos campings. Afinal, é comum esquecer itens como sal, abridor de latas e isqueiro. Quase sempre somos prontamente atendidos com boa vontade por nossos vizinhos, procure você também ser prestativo. Para aqueles que gostam de música, é preciso ser respeitoso em relação ao volume do som e os horários, já que as barracas não têm qualquer isolamento acústico. Nunca guarde botijões de gás, fogareiros ou lampiões dentro da barraca, isso pode causar incêndios ou intoxicação.

Tudo pronto! E agora, posso pescar? 

Conciliar pescaria com acampamento pode ser uma das maiores aventuras da vida de um pescador. Hoje existem até expedições programadas por agências de pesca para acampar em meio à floresta amazônica e realizar pescarias inesquecíveis. A maioria dos campings tem locais apropriados para pesca, seja em praias, rios ou lagoas. Procure se informar sobre os peixes existentes no local e prepare seu equipamento. Reserve também um tempo para brincar com as crianças, família ou amigos, além de outras atividades ou esportes. E lembre-se de, quando voltar para casa, colocar a barraca ao sol para secá-la por completo. Caso contrário, sua vida útil estará comprometida. Espero que as dicas tenham despertado seu lado aventureiro e que o façam pensar em mais uma opção na hora de escolher o estilo de suas próximas pescarias com duração de mais de um dia. E, como diz o ditado: “Tire apenas fotografias, deixe apenas pegadas e leve para a casa apenas suas memórias”.

Alguns parques nacionais e estaduais

Parque Nacional de Itatiaia (Itatiaia, SP) – www.parquenacionaldoitatiaia.com.br

Parque Florestal de Ibitipoca (Ibitipoca, MG) – www.ibitipoca.tur.br

Parque Nacional de Aparados da Serra (Cambará do Sul, RS) – www.cambaraonline.com.br

Parque Estadual Pedra Azul (Vargem Alta, ES) – www.pedraazul.com.br

Parque Nacional da Serra do Cipó (Lagoa Santa, MG) – www.serradocipo.com.br

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (Alto Paraíso, GO) – www.chapadadosveadeiros.com.br

 

+ dicas

– Use colchões infláveis, que, além de ocuparem menos espaço, são muito mais confortáveis. Existem até modelos que são inflados por controle remoto.

– Há barracas próprias para o verão ou o inverno, compre a que mais se enquadra para o local e a época escolhida.

– Uma tenda é sempre providencial, já que protegerá a barraca da umidade da noite e do sol durante o dia.

– Não utilize lona plástica para forrar o chão da barraca, isso provocará retenção água em caso de chuva.

– Mesas dobráveis próprias para acampamento ficam bem compactas quando desmontadas e são um ótimo investimento, pois são de grande ajuda.

– Um inflador elétrico ajuda muito na tarefa de encher os colchões.

Compartilhe:

Agenda

Próximos Eventos


@revistapescaesportiva

Twitter

Assine a Revista Pesca Esportiva com 7% de desconto e frete grátis.