Amazônia - Rio Iriri | Revista Pesca Esportiva
Jum Tabata
21/01/2015

 

Sobre o destino

Trairões aos montes

Isolamento e grandes pescarias são marcas registradas do rio Iriri, o maior afluente do Xingu. Ele nasce no norte do Mato Grosso e deságua nas proximidades de Altamira, após percorrer cerca de 800 quilômetros sem passar por nenhuma cidade.

Com muitas pedras, alguns estirões de corredeiras, poços e lagoas, forma verdadeiros cenários de sonho para qualquer pescador, inclusive de mosca. Afluentes como o rio Bala não podem deixar de ser explorados, com iscas artificiais e naturais.

A temporada de pesca ocorre entre o início de junho e meados de dezembro, embora peixes de couro, matrinxãs e pacus apareçam com mais frequência no início e no fim da estação.

Os “pinchadores” terão ótimo aproveitamento entre julho e novembro. Com águas baixas a quantidade de tucunarés e trairões impressiona. Não são poucos os relatos de pescadores que fisgaram dezenas de trairões enormes num único dia, além de pirararas capturadas com metal jigs.

 

Dicas de viagem

Como chegar: de avião até Manaus e Santarém, e de Santarém com vôo fretado, com duração de 1 hora e meia.
Peixes: bicudas, cacharas, cachorras, matrinxãs, palmitos, pirararas, trairões, tucunarés e outros.
Quando pescar: entre junho e dezembro.

 

Compartilhe:

Agenda

Próximos Eventos


@revistapescaesportiva

Twitter


Assine a Revista Pesca Esportiva com 7% de desconto e frete grátis.