Amazônia – Rio Guaporé


Jum Tabata
21/01/2015

 

Sobre o destino

Ele nasce no Mato Grosso, na Serra dos Parecis, mas é no Estado de Rondônia que o rio Guaporé ganha fama de um dos locais mais bonitos e piscosos da região Norte do País. Tem cerca de 1400 quilômetros de extensão, dos quais 1150 navegáveis. Na maior parte de seu percurso funciona como linha divisória entre o Brasil e a Bolívia, e deságua no rio Mamoré.
Está numa zona de transição natural entre as bacias do Prata e Amazônica, fator que colabora para a existência de um ecossistema extremamente rico. Composto por igarapés, matas densas e uma série de baías, que fornecem condições formidáveis para o desenvolvimento da vida nas mais diversas formas. Na região sudoeste de Rondônia estão as cidades de Cabixi e Pimenteiras D’Oeste, os dois principais pontos logísticos de referência para o pescador esportivo.
A pescaria pode ser feita a partir de pousadas ou barcos-hotel que saem desses municípios rumo a cenários espetaculares. É notável a diferença do nível de preservação entre as duas margens do rio. No lado boliviano, a existência do Parque Noel Koempf Mercado garante paisagens intocadas e afluentes piscosos, como o rio Verde, enquanto o lado brasileiro é salpicado por pousadas e casas localizadas na beira do rio.
A região por ele percorrida é conhecida como Vale do Guaporé. Suscetível à ação sazonal das chuvas, o rio inunda as planícies durante a cheia e tem influência direta na variedade de peixes mais encontrados em cada época do ano.
As cheias, por exemplo, são a época certa para pescar a corvina e o apapá. Conhecido regionalmente como peixe-novo é uma das mais belas espécies de escama dos rios brasileiros. Apesar de demonstrar grande agressividade no ataque a iscas naturais e artificiais, é um desafio mantê-lo fisgado no anzol, devido à dureza de sua boca.
Durante a seca, chama atenção a abundância de tucunarés nas baías e remansos do rio. Sem exagero, quando as águas estão baixas, um pescador pode se gabar de ter capturado num único dia uma centena de tucunarés-pitanga, chamados de amarelinhos, pinimas ou popócas.
Além disso, o Guaporé é um dos poucos rios brasileiros que ainda abrigam grandes tambaquis e pirapitingas. Uma das iscas mais bem cotadas para atrair esses peixes redondos é o minhocuçú.

 

Dicas de viagem

Como chegar: de avião até a cidade de Vilhena, e via terrestre até Pimenteiras ou Cabixi.
Peixes: apapás, cacharas, cachorras-largas, jaturanas, matrinxãs, piraíbas, pirararas, pirapitingas, tambaquis, tucunarés e outros.
Quando pescar: a partir de maio para a pesca de peixes de couro, e a partir de julho para a maior parte dos peixes de escama.

Equipamentos recomendados

Para iscas artificiais: varas de 5’6” a 6 pés, classe 14 a 20 libras; linhas de multifi lamento com 20 libras de resistência; carretilhas ou molinetes com capacidade para 100 metros de linha; líderes de fluorcarbono 0,50 mm; colheres, plugs e jigs com 7 a 15 cm.
Para iscas naturais (conjunto pesado): varas de 6 a 7 pés, classe 60 a 80 libras; linhas de multi ou monofi lamento com 50 a 80 libras de resistência; carretilhas com capacidade para 120 metros de linha; anzóis 9/0 a 11/0 com empates de aço de 60 libras.
Para iscas naturais (conjunto médio-pesado): varas de 6 a 7 pés, classe 25 a 40 libras; linhas de multi ou monofi lamento com 30 a 45 libras de resistência;
carretilhas ou molinetes com capacidade para 100 metros de linha; anzóis 5/0 a 8/0 com empates de aço de 40 libras.

 

Serviço

Guaporé Pesca Hotel (Cabixi, RO)
Acomodações: 13 cabanas para 4 pescadores cada, com chuveiro quente e ar-condicionado
O que oferece: restaurante, gelo, área para camping, passeios de ecoturismo
Para pescar: barcos motorizados para locação, guias de pesca, iscas vivas (inclusive minhocuçú, sob encomenda)
Preços: pacotes a partir de R$ 1 200 para 6 dias de estada e 5 de pesca, incluindo hospedagem completa, barcos com motor e guia. Não inclui combustível, bebidas e iscas
Contato: (69)3345-2246
www.guaporepescahotel.com.br

Compartilhe:

Agenda

Próximos Eventos


@revistapescaesportiva

Twitter